quinta-feira, 26 de março de 2009

Lançamento: documentário sobre Inezita Barroso é feito por alunos de Jornalismo

Ter feito mestrado na PUC-SP foi um privilégio. Todas as semanas, além das aulas maravilhosas, com professores fascinantes, eu podia vivenciar um ambiente universitário que mais parece um caldeirão de conhecimento em ebulição. Foram semanas de cinema (brasileiro, francês, indiano, japonês...), exposições fotográficas de temas variados (violência, miséria, outono, futebol, monumentos...), exposições de artes (pintura, escultura, xilogravura...), exposições temáticas (Brasil, África, Angola, negros, mulheres...), apresentações musicais (piano, coral, bateria de escola de samba), feiras de livro, de artesanato, de comidas típicas, enfim...coisas que vão deixar saudades.
Entre elas, também está o hábito de chegar e ler o jornal mural colado nas paredes de todos os andares com as notícias mais importantes da semana na PUC, e assistir a programação da TV PUC, disponibilizada até nos elevadores. Não é de admirar que estes alunos também estejam engajados em projetos como o documentário sobre Inezita Barroso. Leiam abaixo:



Inezita Barroso – a voz e a viola



Hoje, dia 26 de março, a ECA-USP e a TV Cultura promovem o lançamento do documentário Inezita Barroso – a voz e a viola, a partir das 14h, no Teatro Laboratório da ECA-USP. O documentário envolveu estudantes dos cursos de Jornalismo e Superior do Audiovisual da USP. A produção do filme, coordenada pelo professor Renato Levi (Depto. Comunicação Jornalística), contou com a colaboração de alunos da PUC-SP e da TV PUC – a editora do filme é Thais Cortez, aluna de Jornalismo da PUC-SP.
Inezita Barroso – a voz e a viola retrata os 84 anos de vida da cantora e seus 55 anos como profissional de rádio, cinema e televisão. Com depoimentos de Paulo Vanzolini, Renato Consorte e Paulo Autran, amigos desde a juventude, e de colegas de trabalho como Ruth de Souza e Tônia Carrero, o documentário mostra o quanto o talento de Inezita vai muito além da moda de viola.

Inezita Barroso – a voz e a viola
Um filme de: Guilherme Alpendre, Renato Levi, Juliana Knobel, Gisele Lobato, Natália Guerrero,Vinicius Furuie e Thais Cortez.
Direção: Guilherme Alpendre
Produção Executiva: Renato Levi
Fotografia: Juliana Knobel
Produção: Gisele Lobato
Pesquisa: Natália Guerrero, Vinicius Furuie
Edição: Thais Cortez e Rafael Larangeira
Com a colaboração de: Emerson Kimura, Thiago André e Thiago Scarelli
Fotografia adicional: Thiago André, Renato Levi, Eduardo Piagge, Gustavo Brandão, Alexandre Moreira e Vinicius Furuie.

4 comentários:

  1. Inezita é sensacional, e merece ser divulgada por profissionais da mais alta requinte. Abraços, Ayne.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, eu vi e amei o documentário.
    Legal a iniciativa, feito com muito bom humor e talento.

    Elizabete (biblioteca ECA)

    ResponderExcluir
  3. Ter uma personagem sensacional e conseguir contar sua história com humor e talento são requisitos mais do que suficientes para que todos queiram assistir ao documentário, não é mesmo Cláudio e Elizabete?

    ResponderExcluir
  4. Inezita traduz o que é a música raíz, relacionada diretamente à cultura nacional!
    O documentário deve ser uma aula de história e cultura!
    Abraços Ayne!

    ResponderExcluir