quarta-feira, 18 de março de 2009

Livros usados?

Ok, não vou mentir. Já tive (e tenho) alguns preconceitos sim. Um deles era comprar coisas usadas. Confesso que ainda não superei isto quando o assunto é roupa. Por isto, ninguém vai me ver entrando em brechós. Mas quanto a livros...
Antes de me casar, era sócia do Clube do Livro, recebia pelo menos um por mês. Depois de casada, mas sem filhos, comprava todas as obras que queria. Casada, com filhos e pagando mestrado e viagens, a coisa precisou mudar. Eram muitos livros para serem lidos. Os primeiros, comprei em livrarias. Mas a maioria, dezenas, busquei em sebos. Eram bem mais em conta e estavam em excelente estado de conservação.
Por isto não tenho receio de indicar esta prática. Além do mais, ela é politicamente correta, pois reutiliza um bem sem ser necessário destruir mais árvores para obter mais papel para a produção de outros/mesmos livros já separados por alguém.
Neste blog, ao lado, há dois endereços de sebos virtuais muito confiáveis. Visite e me indique outros, ok?

Um comentário:

  1. Só como ilustração eu comprei vários livros em sebos, com estado e preço sensacionais, bjusss Ayne.

    ResponderExcluir