quinta-feira, 5 de março de 2009

A necessidade do jornalismo especializado

Uma das grandes culpas que nós, jornalistas, carregamos, é o fato de errarmos com frequência não só o Português, mas, especialmente, a informação. Isto acontece por vários motivos que todos sabemos (mas o público, muitas vezes não!): deadline apertado, informação errada das fontes, termos técnicos que desconhecemos porque fazem parte de uma linguagem segmentada, de determinado grupo; etc, etc, etc. Dai a necessidade de estudarmos sempre, lermos muito e, especialmente, nos adequarmos ao jornalismo especializado, aquele que prepara o profissional para entender, mais facilmente, os assuntos que precisa cobrir e desvendar para a população. Quando isto não acontece, vejam no que dá. A notícia foi retirada do site http://www.migalhas.com.br/mostra_noticia.aspx?cod=79337:

Esclarecimentos

Luiz José Bueno de Aguiar, advogado de José Dirceu, esclarece enganos publicados na mídia acerca de uma caso de penhora que envolve seu afamado cliente

No último sábado, 28/2, a Folha de S.Paulo publicou matéria sobre decisão do TJ/SP na qual se determinou fosse penhorado um imóvel do ex-deputado e ex-ministro José Dirceu por conta de uma dívida judicial.

De acordo com a matéria, como perdeu a ação, o petista deve arcar com honorários do perito no valor de cerca de R$ 120 mil.

Segundo o advogado, o repórter do matutino cometeu uma sucessão de erros. A começar pela grafia de seu nome que é Luiz José Bueno de Aguiar e não Luiz Carlos como foi publicado no periódico. (erro imperdoável!)

Na catação das migalhas, engolimos junto a barriga, mas rapidamente retificamos o nome e aí tivemos a notícia de que mais equívocos haviam sido cometidos na referida reportagem.

Informou-nos o causídico, que a única informação realmente correta é a de que a penhora, de fato, existe. No entanto, trata-se de um terreno.

O erro começou porque houve, no início do processo, a penhora de um imóvel que pertencia a Dirceu, localizado em Vinhedo. Tal bem era um terreno. Porém, com o passar do tempo e diante da morosidade da justiça, no terreno foi edificada uma casa, onde José Dirceu agora reside, depois da cassação de seu mandato.

Na matéria da Folha de S.Paulo o repórter afirma que para o advogado seria inaceitável que a única casa de Dirceu fosse penhorada, e que defenderia ainda que a dívida já prescreveu.

O advogado informou ao Migalhas que "nunca disse que impediria penhora alguma".

"O imóvel penhorado, quando dado em penhora era um mero terreno e hoje é a residência de José Dirceu, o que altera os fatos e impõe novas providências, se for o caso até substituição da penhora para que não sobrevenha prejuízo irreparável, ademais por se tratar de imóvel de valor muito superior à dívida".

Ainda segundo Luiz José Bueno de Aguiar, "o acórdão não foi publicado, mas a decisão é no sentido de flexibilizar o dies a quo da contagem de prazo prescricional. Segundo o r. decisum, trata-se de dar início à contagem da data de conhecimento do fato".

Ele salienta ainda que "o fato de que tratam os autos é o trânsito em julgado da decisão que condenou o cliente ao pagamento da perícia. Pois bem, admitindo-se que o dies a quo deve ser flexibilizado, deve haver prova robusta da data do conhecimento, sob pena de verdadeira extinção do instituto da prescrição".

O advogado pede para que seja aguardada a publicação do acórdão, onde certamente estará fixada a data que até o momento é desconhecida.

"Cabem ainda Embargos de Declaração e evidentemente os Recursos aos Tribunais superiores, os quais serão com toda a certeza interpostos."

Outro engano da publicação

"A penhora do imóvel, localizado em Vinhedo/SP, foi decidida por unanimidade em júri em 1º de dezembro, mas ainda não foi publicada no "Diário Oficial". O relator foi o desembargador Oliveira Santos."

O trecho acima consta da matéria do matutino paulista, mas como bem sabem os migalheiros, dificilmente foi o "júri" que decidiu qualquer coisa.

3 comentários:

  1. Ooooi Ayne!!

    Adorei seu blog! Já vou adicionar nos meus favoritos!

    E tbm já estou te seguindo!

    Super beijo


    Mi
    http://www.magricelanapanela.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ayne! Soube agorinha que vc tinha um blog. Adorei. Passa lá no meu também! Bjokas mil e saudades

    ResponderExcluir
  3. Ayne!
    Adorei sua visita! Já te linkei! Volte sempreee!

    Super beijo, linda

    Mi
    http://www.magricelanapanela.com.br

    ResponderExcluir