sábado, 25 de abril de 2009

A culpa é da mídia

A maioria dos políticos brasileiros usa o poder erroneamente e depois culpa a mídia pela divulgação das barbaridades. Seria cômico se não fosse triste. Não dá pra comentar. Só lamentar. E esperar que os eleitores guardem bem os nomes de deputados e senadores que não têm ética, moral nem honra (sem contar um linguajar decente como exige o cargo que ocupam).

Ciro Gomes e senadores criticam a cobertura da mídia no caso das cotas de passagens
Da Redação do Comunique-se

No dia 22/04, o deputado Ciro Gomes(PSB-CE) contestou a divulgação de matérias na imprensa que creditavam ao Ministério Público a informação sobre o uso da cotas de passagens feitas pelo deputado.

"Ministério Público é o caralho! Não tenho medo de ninguém. Da imprensa, de deputados". "Pode escrever o caralho aí", repetiu várias vezes o deputado aos jornalistas.

Para Dora Kramer, colunista de política do O Estado de S. Paulo, O Dia e BandNews FM, a atitude do deputado só prejudica o Parlamento. “Isso não contribui para a imagem do Parlamento. Não é essa a maneira de argumentar, só mostra que não tem argumento”, avalia.

Críticas do Senado
O senador Almeida Lima(PSDB-SE) classificou como uma irresponsabilidade a publicação da matéria “Farra das passagens chega ao Senado”, publicada pelo Correio Braziliense no dia 22/04.

“Voltarei à tribuna porque preciso desse desagravo ao jornal Correio Braziliense, que não agiu com seriedade quando ele diz 'Farra das passagens chega ao Senado'. Isso é uma irresponsabilidade, não só do jornal como do jornalista. Isto é uma excrescência”, afirmou o senador segundo o Congresso em Foco.

“Ele foi ouvido pela matéria, as informações estão corretas, mas é o direito dele criticar, é o direito de qualquer cidadão”, afirma Leandro Colon, repórter que escreveu a matéria publicada no Correio Braziliense.

O senador Epitácio Cafeteira(PTB-MA)disse que existe uma onda de denuncismo na mídia. “A imprensa está numa onda de denuncismo que pode levar a fechar esta Casa do Congresso”.

Outros membros do Senado, como José Agripino (DEM -RN), também criticaram a imprensa, afirmando que a mídia está quase misturando joio com trigo.

“Isso nada mais é do que um desejo de que a crítica não exista. Não há argumentos do Parlamento. O Parlamento tem tantos instrumentos de comunicação, mas demonstra que não sabe se comunicar”, conclui Dora.

3 comentários:

  1. Tenho uma solução pra isso. Que tal fazermos uma 'vaquinha' e comprarmos para estes deputados, já que eles fazem tanta questão, passagens na primeira classe e só de ida para o Quinto dos Infernos?

    ResponderExcluir
  2. Clemerson,
    Se for passagem só de ida e para o Quinto dos Infernos mesmo eu faço questão de contribuir!

    ResponderExcluir
  3. Eles fazem e falam o que querem e ainda exigem silêncio da mídia, os meios de comunicação estão fazendo sua parte e agora só falta a população também começar a agir.

    ResponderExcluir