domingo, 12 de julho de 2009

Caso de polícia

Seres abandonados para morrer.
Esta é a impressão que o zoológico de Araçatuba (SP) causa nos visitantes.
Aqueles que estiveram no local neste domingo, dia 12 de julho, um dia frio, mas de sol, devem ter ficado deprimidos.
A entrada continua abandonada. Dentro, à direita, o que deveria ser uma grande praça não passa de um terreno tomado pelas folhas e o mato alto, impossível caminhar de tanta sujeira.
Mais adiante, próximo ao estacionamento (onde uma Maria Fumaça que deveria estar em museu apodrece ao ar livre), ambulantes se amontoam vendendo bebida, comida, infláveis, calçados e por que não outras "coisitas" mais já que não há policiamento, segurança ou algo do tipo?
Entretanto, não há nada mais triste do que ver as jaulas: pequenas, sujas, úmidas, mofadas, sem proteção contra o sol ou frio, sem comida para os animais, todos muito magros, alguns doentes, outros inertes, outros estressados.
Mas o público, gente simples, está lá. É um dos poucos locais de diversão da cidade e região. As placas dos carros mostram: Guararapes, Andradina, Braúna...
Diante da gaiola dos papagaios, lembro das notícias de semana. Uma senhora idosa, que há anos criava um papagaio em casa, como membro da família, teve de entregá-lo ao Ibama. Caso contrário iria presa, pois é crime manter animais silvestres em cativeiros domiciliares.
E quem abandona animais para morrer, não merece punição? Onde está o Ibama nesta hora?
A manutenção de um zoológico deve ser algo muito sério. Trata-se de preservar vidas, dos animais e dos visitantes. Se uma administração municipal não é capaz de cuidar do local, existem várias opções como parcerias ou tercerizações, por exemplo.
Em Bauru (SP), o zoológico da cidade é referência regional. Excursões pedagógicas são feitas periodicamente inclusive por escolas de Araçatuba naquele local poruqe é limpo, obedece as regras do Ibama sendo que para cada tipo de animal existe um espaço com tudo o que ele precisa para reproduzir seu habitat natural. Tem até pinguins mantidos em espaço devidamente refrigerado.
O zoológico de Bauru poderia servir de modelo administrativo. Afinal, o que é bom deve ser copiado.

2 comentários:

  1. Todas as minhas idas ao zoológico foram depressivas... Quando cresci, me dei conta de tudo isso. É mesmo uma judiação o que fazem com os pobres animais. Por isso canto sempre: "Tira os bichos dos zoo/ põe o homem na jaula/ põe o homem nu" (Zoo - de André Abujamra). Bjão, Ayne!

    ResponderExcluir
  2. Onde estão nossos vereadores, que foram eleitos para fiscalizar o Executivo?
    Onde estão os fiscais do IBAMA, os quais, pelo que se vê na mídia, só trabalham junto a idosos que tem um papagaio para se divertir!
    Nem o papagaio da Ana Maria Braga conseguiria ficar um dia naquele zoológico!
    Soluções já!

    ResponderExcluir