domingo, 2 de agosto de 2009

Jornalistas participam de curso sobre Direito

Algumas pessoas se surpreendem quando ficam sabendo que faço um curso de pós-graduação lato sensu, aos sábados, e muitas vezes participo de cursos de extensão. Perguntam: "Por que você continua estudando?" ou então "Depois do mestrado não é melhor fazer doutorado do que estes outros cursos?"
A resposta é simples: Para ser um profissional bem sucedido, mas principalmente para ser professor, tem que ter a disposição de aprender sempre. Se no doutorado, no mestrado ou nas especializações, não importa. Onde acredito que vou aprender, lá estou eu. Sempre é possível aproveitar novas técnicas dos colegas, conhecer novas visões além das minhas, discutir conceitos com outros públicos.
Foi pensando assim que me matriculei no curso sobre noções de Direito para jornalistas ministrado em julho na Toledo. Foi muito legal. Ouvi especialistas do Direito, pude perceber outras visões que podem ser abordadas no módulo de jornalismo policial, da disciplina de Jornalismo Especializado que ministro, e reencontrei pessoas queridas.
O texto abaixo foi produzido pelas estagiárias da Assessoria de Imprensa do Centro Universitário Toledo e demonstra bem tudo o que aconteceu durante o curso:


Jornalistas e estudantes aprendem noções gerais do Direito

Por Nilma Ruas
Publicada em 23 de Julho de 2009

Com linguagem técnica, porém transmitida de forma compreensível e dinâmica, os palestrantes do curso “Simplificando o Direito” promovido pelo curso Damásio Evangelista de Jesus passaram noções gerais dessa área a jornalistas e estudantes de Jornalismo. O curso ocorreu nas salas da unidade de Araçatuba, localizada no prédio 2do UniToledo, entre os dias 14 e 16 de julho. O evento contou com presença de dez alunos do curso de Jornalismo do UniToledo.
No primeiro dia (14), o curso teve como tema as fases do processo penal (desde a ocorrência da infração até a prisão e execução) e tipos de infrações penais. O palestrante foi o advogado criminalista Flávio Cardoso. Ele apresentou tipos de infrações penais e leis baseadas em acontecimentos reais e conhecimento público divulgados pela imprensa.
Com Gustavo Nicolau, no penúltimo dia (15) os alunos puderam ter noções e exemplificações do direito civil na atualidade. Já no último dia (16), a palestra ficou por conta de André Fígaro, que descreveu os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Os assuntos abordados foram: eleição, leis, regulamentos, Constituição Federal, Ministério Público e Advocacia Pública. No final de cada palestra, houve debate entre os participantes a fim de aplicar o conteúdo apresentado em casos reais.
Para o aluno do 7º semestre de Jornalismo Carlos Eduardo Furlaneti, o curso serviu como uma complementação. “É uma necessidade buscarmos o conhecimento, para que possamos atuar, informando o público de forma correta no dia a dia”, observa.
Segundo a professora do Jornalismo do UniToledo, Ayne Regina Gonçalves Salviano, que esteve presente nas palestras, o curso proporcionou uma nova visão de assuntos já conhecidos por ela. “Essas novas informações vão melhorar minhas aulas de jornalismo policial, na disciplina de Jornalismo Especializado, para os acadêmicos do último ano. Valeu a pena ter participado”, ressalta.

2 comentários:

  1. Ayne, boa noite. Diga-me, por favor: onde você faz Pós-Graduação em Comunicação Empresarial?
      Agradecido,
      Cláudio Amaral
      (autor de "A História da Comunicação Empresarial no Brasil")

    ResponderExcluir
  2. Cláudio, curso a pós no Centro Universitário Toledo de Araçatuba (SP).

    ResponderExcluir