quinta-feira, 2 de abril de 2009

Diploma: decisão ficou para depois. O que faremos até lá?

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu adiar a continuação do julgamento sobre a revogação ou não da Lei de Imprensa. Ainda não existe uma data certa, mas é provável que a matéria seja inserida na pauta do dia 22/04, informa a assessoria do Tribunal.

Na quarta-feira (01/04), ficou decidido que a questão voltaria a ser analisada no dia 15/04. Porém, por falta de espaço na pauta, o STF decidiu pelo adiamento. A assessoria informa ainda que a obrigatoriedade do diploma não deve ser apreciada no mesmo dia que a Lei de Imprensa.

O presidente da Federação Nacional dos Jornalistas, Sérgio Murillo de Andrade, considera a decisão "natural". Em sua opinião, os ministros do STF devem estar encontrando dificuldade para definir uma posição.

“O grande problema é que isso não deveria ser assunto do Supremo. Isso só está acontecendo por causa da omissão do Congresso, que deveria incluir na pauta de votação o projeto do ex-deputado Vilmar Rocha”, afirma.

Antes da paralisação do julgamento, o relator da matéria, ministro Carlos Ayres Britto, e o ministro Eros Grau declararam seus votos pela revogação total da Lei de Imprensa. Ainda faltam os votos de nove ministros e, na opinião de Murillo, a situação deve se inverter.

“Embora o voto do ministro Ayres Britto tenha sido bastante enfático pela revogação total do texto, eu acho que isso não vai acontecer. Pelas manifestações públicas, até mesmo do presidente do Supremo, acredito que no final do julgamento prevaleça a revogação apenas de alguns artigos”, avalia.

A Fenaj defende a revogação da atual Lei de Imprensa, mas defende a existência de uma legislação sobre o tema.

Sérgio Matsuura, do Rio de Janeiro, no Comunique-se

Feira do Livro com eventos para jornalistas

Ainda dá tempo. Vamos?

A PUC-SP promove a 2ª edição de sua Feira do Livro, com a participação de mais de 30 editoras e livrarias. Promovido pela Divisão de Comunicação da Universidade, o evento será realizado até o dia 3 de abril (das 9h às 22h) e no dia 4/4 (das 9h às 17h), nos corredores do Prédio Novo (térreo, 1º e 2º andares).
Além da venda de livros com desconto para alunos, professores e funcionários, a 2ª Feira do Livro terá também uma programação cultural. As atividades incluem mostra de filmes franceses e bate-papo com autores como Emir Sader (A nova toupeira: os caminhos da esquerda latino americana, Editora Boitempo) e Matias Molina (Os melhores jornais do mundo, Editora Globo): veja abaixo a programação completa.
Programação cultural da 2ª Feira do Livro

Segunda-feira (30/3)
19h30 Auditório 239
Lira Neto abre programação cultural da 2ª Feira do Livro da PUC-SP

Terça-feira (31/3)
Tarde (17h30) Auditório da Videoteca
Mostra de Cinema Francês - “Conto da Primavera” 107 min

Noite (19h30 às 21h) Auditório 239
Lançamento do livro: O voo de Minerva, de Antonio Carlos Mazzeo (Editora Boitempo)

Quarta-feira (1/4)
Manhã (10 às 11h30) Auditório da Videoteca
Dr. Eduardo Ferreira Santos: Transtormo de estresse pós-traumático em vítimas de sequestro (Grupo Summus)

Tarde (17h30) Auditório da Videoteca
Mostra de Cinema Francês - “O Corte” 122 min

Noite (19h30 às 21h) Auditório da Videoteca
Dr Teng Chei Tung: O Enigma bipolar (Grupo Summus)

Quinta-feira (2/4)
Manhã (10 às 11h30) Auditório da Videoteca
Edmilson Costa: A globalização e o capitalisamo contemporâneo (Editora Expressão Popular)

Tarde (16 às 17h30) Auditório 239
Emir Sader: A nova toupeira: os caminhos da esquerda latino americana, Editora Boitempo

Tarde (18h) Auditório da Videoteca
Mostra de Cinema Francês - “Hiroshima, meu amor” 95 min

Noite (19h30 às 21h) Auditório da Videoteca
Khátia Castilo e Ana Claudia de Oliveira (orgs.): Corpo e moda: por uma compreensão do contemporâneo (Estação das Letras e Cores Editora)

Sexta-feira (3/4)
Manhã (10 às 11h30) Auditório da Videoteca
Maria Clotilde Perez Bairon Sant’anna: Hiper Publicidade (Editora Thomson Cengage Learning)

Tarde (18h) Auditório da Videoteca
Mostra de Cinema Francês - “O Garoto Selvagem” 83 min

Noite (19h30 às 21h) Auditório da Videoteca
Matias Molina: Os melhores jornais do mundo, Editora Globo