terça-feira, 21 de julho de 2009

Jornalismo e turismo



Estive na Pousada do Rio Quente (GO) a passeio nos últimos dias. O local é considerado um dos principais pontos turísticos do país no inverno porque abriga o Hot Park, com a maior praia artificial do país. Não é raro assistir, ouvir e ler matérias sobre o Rio Quente Resorts em publicações especializadas (ou não) porque realmente há lugares lindos e brinquedos aquáticos maravilhosos.
Mas, o que pude perceber é que deve faltar muita seriedade dos jornalistas e dos veículos da área de turismo neste país (ou deve rolar muito jabaculê!). Caso contrário, como não comentar, os problemas que o local enfrenta?
Só para citar alguns:
1) Não há bilheterias que respeitem a lei que protege idosos e gestantes, por exemplo;
2) Não há corredores que orientem o público, que se aglomera nas portas de vidro (com perigo de acidente e ferimentos);
3) Dentro do Hot Park, não há placas que sinalizem as atrações;
4) Funcionários sem treinamento não conseguem orientar o turista e não há tradutores para visitantes de outros países,
5) mas o pior de tudo é a falta de infraestrutura e pessoal para atender aos idosos e portadores de necessidades especiais.
Uma placa exposta ao pública informa que a visão do empreendimento é ser o melhor resort do mundo. Falta muito... Por enquanto, há muitas belezas naturais.