quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Plágio: uma hora dá errado


A apresentadora Xuxa, a antiga diretora do seu programa, Marlene Matos, e a Rede Globo foram condenadas a pagar uma indenização de 500 salários mínimos para a professora primária Virgínia Maria Oliveira Borges por plágio em brincadeira. A decisão é do Superior Tribunal de Justiça, que manteve condenação do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Mas ainda cabe recurso.
De acordo com o processo, a professora é autora e detém registro de propriedade intelectual de brincadeiras que foram utilizadas, sem a devida autorização, pelo programa infantil. Xuxa e cia foram condenados por danos morais e materiais. No entendimento da Corte, as três são responsáveis pela apresentação do programa, já que, sem a participação de qualquer uma delas, não haveria o processo de plágio.
Essa história de plágio uma hora dá errado. Ninguém é capaz de enganar todo mundo o tempo todo.