segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Vagas no Jornalismo Econômico

Neste último mês, tenho trabalho o Jornalismo Econômico com as turmas do Centro Universitário Toledo de Araçatuba (SP). Na semana passada, dois colegas estiveram falando com elas sobre suas experiências nesta especialização. E o que todos nós dissemos está se confirmado: há vagas para bons profissionais no Jornalismo Econômico. Periodicamente tem surgido novos veículos, novas assessorias, enfim, novas oportunidades. Não percam as dicas!

Jornal Brasil Econômico chega às bancas

Izabela Vasconcelos, de São Paulo, para o Comunique-se


O Jornal Brasil Econômico, publicação da empresa portuguesa Ongoing, foi lançado no dia 8, em São Paulo, em um almoço com executivos. Com tiragem de 50 mil exemplares, de segunda a sábado, o veículo chegou às bancas para concorrer com o principal jornal de economia do País, o Valor Econômico.

O gancho da campanha publicitária do diário, que deverá ser veiculada a partir dos próximos dias, é a abertura de um novo ponto de vista. “Você não pode depender de uma opinião só”, é o mote da campanha. O slogan do jornal é focado na confiabilidade. “Credibilidade para quem faz, credibilidade para quem lê”.

Antes no lançamento, na noite do dia 7, o presidente do Grupo Ongoing, Nuno Vasconcellos, entregou um exemplar do Brasil Econômico ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Um novo jornal significa o compromisso de seus idealizadores com a sociedade e com a democracia”.

Um dos maiores investimentos do veículo é em novas plataformas. Além do site do jornal, a empresa promete difundir seus conteúdos em TV Corporativa, celulares e "info points" (monitores de plasma colocados em pontos de grande circulação). Além disso, a empresa lança um suplemento mensal, o Fora de Série, que traz entrevistas e reportagens com pessoas que contribuem em vários setores da sociedade.

Equipe
A redação do Brasil Econômico é dirigida por Ricardo Galuppo, e tem Dárcio Oliveira, como diretor-adjunto; e Costábile Nicoletta, Cristiane Barbieri, Thais Costa e Fred Melo Paiva como editores-executivos. A redação conta com uma equipe de 70 profissionais.

“O jornal irá cobrir todas as áreas de informação, mas sempre da perspectiva da economia e dos negócios. Assim incluirá arte, informação de macro economia, política, finanças, sustentabilidade, sociedade, arte, consumo, esporte e cultura”, afirmou Galuppo. O jornal também tem como estratégia a aposta na parceria com países de língua portuguesa, para a geração de contéudos de interesse entre os países lusófonos.

Valor do investimento não é divulgado
O valor do investimento para a criação do veículo não foi divulgado pela empresa. O lançamento do jornal no Brasil já fazia parte dos planos do Grupo Ongoing, que já publica o Diário Económico em Portugal, mas a chegada do veículo ao País foi acelerada pelo espaço deixado pela Gazeta Mercantil, extinta em maio.

O novo empreendimento foi possível pela divisão de investimentos, 30% do Grupo Ongoing e 70% da família Mascarenhas Vasconcellos, que possui nacionalidade luso-brasileira, o que permitiu o negócio, já que a legislação do Brasil estabelece o limite máximo de 30% de capital estrangeiro em veículos de comunicação.