sábado, 25 de dezembro de 2010

Diário de bordo - O esquecido Piauí

Quarta-feira (22/12/2010)


Café da manhã de hotel, sempre bom e farto. Estrada! Mas a paisagem mudou. Os campos plantados deram lugar para um sertão verde, nativo, de terra rochosa, sem a interferência do homem. Quilômetros e quilômetros de terra, sem homens, nem plantações, sertão, duro e seco sertão. O cenário não mudou quando entramos no Piauí, aliás, só piorou. As cidades transformaram-se em povoados, distantes, pobres, carentes, esquecidos, por Deus e pelos políticos (a partir de agora vou prestar mais atenção nos representantes do Piauí, eles são ruins demais porque a miséria grassa por aqui). A maioria das casas ainda é de pau-a-pique, com paredes de barro e folhas de coqueiro no teto. Não há plantação, nem criação, só o sol, a seca e, acho, o Bolsa-Família. Se não, como sobreviveriam? Os homens, sem nada pra fazer, se amontoam nos botecos, onde sempre há uma mesa de sinuca (impressionante!). As mulheres? As que não estão carregadas de filhos, estão “com o bucho cheio”, como se diz por aqui. Como sobrevivem?Não sei! Nas paradas nos postos, algumas surpresas: a comida é barata (10 reais o quilo) enquanto o combustível é caro, R$ 2,40 o litro do álcool (onde ele chega) e R$ 3,00 o litro da gasolina. Ainda assim, a frota de motos Honda e camionetes importadas é impressionante por aqui. Há casas de barro com camionetes estacionadas. E todos já têm motos, os burricos são enfeites perigosos na beira da rodovia (eles nunca estão presos e teimam em atravessar o asfalto). Bem, se comer já começava ser um problema a partir de São Paulo, encontrar um lugar pra dormir no Piauí passou a ser um desafio. Saímos de Araçatuba com todas as paradas planejadas, reservas feitas por telefone ou internet, mas...vendo alguns locais 'in loco' foi preciso desistir e tentar a sorte mais pra frente, pois não havia a mínima condição, especialmente para duas crianças. Foi assim, ao acaso, que achamos um oásis no deserto pra dormir, um hotel (Palace Hotel de Gurguéia, em Cristino Castro) com piscina onde as crianças se divertiram e nós pudemos ficar descansados. Pura sorte.

Cidades: Barreiras, Riachão das Neves, Santa Rita de Cássia, Formosa do Rio Preto (BA); Cristalândia do Piauí, Corrente, São Gonçalo do Urgunhães, Gilgo, Paus, Monte Alegre do Piauí, Redenção do Gurguéia, Contrato, Eugenópolis, Bom Jesus, Caiazeiras e Cristino Castro (PI).

Nenhum comentário:

Postar um comentário