domingo, 7 de novembro de 2010

Adoro este blog!

O blog "Desilusões Perdidas", do Duda Rangel, é um dos espaços desta rede mundial que merece ser visitado por quem se interessa por jornalismo. Dá uma olhadinha na definição de matéria de jornalismo diário que ele faz abaixo: perfeita! Apesar da frustração, esta efemeridade serve, também, pra mostrar o quando nós, jornalistas, não podemos acreditar que somos melhores, como naquela piadianha costumeira: "Médico acha que é Deus, jornalista tem certeza!".
Leiam e reflitam.


Efêmera


Repórter de jornal diário passa horas apurando uma matéria, entrevista Deus e o capeta, toma esporro do chefe, escreve, revisa, corrige aqui e acolá. E a matéria acaba rapidinho na vala comum. Resiste apenas 24 horas. Envelhecimento precoce. Morte súbita. Dá até pena. Só quem escreveu a mantém viva. Saboreia a cria até enjoar. Sonha mostrar pros netos. Do resto do mundo só ganha desprezo. Repugnância. A matéria de ontem está condenada a enrolar peixe e banana na feira. A ser fuzilada pela merda dos passarinhos. Pelo mijo dos cães.