quinta-feira, 31 de março de 2011

Priscila, uma incógnita


Nunca soube ao certo qual curso escolher; é muito difícil pensar nisso quando se tem apenas dezessete anos. Quando era criança e me perguntavam “o que quer ser quando crescer” eu sempre dizia professora, porque era muito comunicativa, achei que serviria para ensinar. Sempre amei escrever redações e inibição, acho que nunca tive. Isso foi afunilando minhas opções para o jornalismo, creio que fiz a escolha certa. Amo o curso, a profissão ainda é cedo pra dizer, o futuro é uma incógnita.

Priscila Salas, 3o. semestre de Jornalismo do UniToledo (2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário