segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Slogans aplicados ao jornalismo

Post do blog Desilusões Perdidas. Contibuição de Ariadne Bognar.

A primeira matéria a gente nunca esquece. (Valisère)

Jornalista é fresquinho porque trabalha em Cultura? Ou trabalha em Cultura porque é fresquinho? (Tostines)
Dúvida por quê? Plantão é sofrê. (Ypê)
Porque a pauta é agora. (Visa)
QI. É melhor... ter. (Bradesco Seguros)
Existem razões para acreditar: os jornalistas fodidos são maioria. (Coca-Cola)
Quem disse que não dá? Com carteirada dá! (Fininvest)
Pescoção, lugar de gente infeliz. (Pão de Açúcar)
O tempo passa, o tempo voa e a censura contra a imprensa continua numa boa. (Bamerindus)
A cerveja é a nossa energia. (Petrobras)
Faculdade de jornalismo: 1001 inutilidades. (Bombril)
Reclamo muito de tudo isso. (McDonald´s)
Apaixonados por boca-livre, como todo jabazeiro. (Postos Ipiranga)
Existem empresas de comunicação que o dinheiro não compra. Para todas as outras existe a matéria paga. (MasterCard)
Johnnie Reporter, keep working. (Johnnie Walker)

Nenhum comentário:

Postar um comentário