terça-feira, 27 de setembro de 2011

Artigo: Internet: Problema e Solução

Por Maiara Bombi

Livros, seminários, almanaques entre outros materiais servem como apoio nos estudos. Mas, após a chegada da Internet, a vida de muitas pessoas mudou. A demora na biblioteca, por exemplo, é algo difícil de acontecer já que a web fornece infinidades de informações.

Internet! Palavra curta e simples, mas causadora de diferentes sensações no ser humano. Apesar de ser um canal aberto e de livre acesso, é impossível controlar os artigos ou conteúdos postados nela em virtude do fluxo de publicações e usuários existentes.
Mesmo sendo essencial para a maioria das pessoas, a internet também pode ser usada de forma ilícita e prejudicial. Vez ou outra, a imprensa tem divulgado problemas causados pela ferramenta ocasionando investigação policial.
Muitos dos internautas, por exemplo, visitam os blogs para compartilhar ideias sobre determinado assunto, além de usar o espaço para fazer críticas.
O caso do Boteco São Bento é simplesmente mais um desses problemas encontrados na web. Localizado na Vila Madalena, São Paulo, o bar se tornou muito conhecido e popular depois de declarações ruins postadas no blog por um cliente insatisfeito com o ambiente. Não gostando do atendimento do estabelecimento, o jovem postou a seguinte declaração em seu blog: “O Boteco tem um péssimo atendimento e é o pior lugar para se conviver no mundo”.
O comentário foi visto por várias pessoas e também pelo proprietário do bar que, imediatamente, respondeu ao blogueiro: “Estamos tomando as devidas providências em relação a esse blog”. Essas desavenças causaram repercussão nacional, gerando comentários por todos os lados.
Na verdade, mesmo que a pessoa tenha falado mal do local, afirmar que sua atitude foi equivocada é uma forma der desrespeitar a Lei Constitucional que diz: "Art. 11. A livre comunicação das idéias e das opiniões é um dos mais preciosos direitos do homem; todo cidadão pode, portanto, falar, escrever, imprimir livremente, respondendo, todavia, pelos abusos desta liberdade nos termos previstos na lei".
Arrumar advogados para retirar o comentário do ar foi a única alternativa para solucionar o problema naquele momento. Nesses casos, nem sempre alegar danos morais ou calúnia, traz resultado positivo, já que existe lei que permite o direito de expressão.
Problemas, desafetos, mas, a internet não se baseia apenas em coisas ruins. Ela oferece inúmeras informações, auxiliando na educação, pesquisa, blogs, conteúdo completo para todos os estilos de pessoa (criança, jovens, adultos e idosos). Devemos usá-las de forma construtiva e principalmente, com responsabilidade.
Será que podemos ser verdadeiros e claros em nossas opiniões? A Constituição diz que sim. E na prática, será que somos podados e questionados?

Nenhum comentário:

Postar um comentário