domingo, 20 de março de 2011

Olha a feira aí, gente!

Eu e minha boca grande...
Noite dessas, em um momento de descontração nas duas últimas aulas de sexta-feira (ufa!), comentei com a turma do 5o. semestre que eu era tão velha que "no meu tempo, aluno que queria agradar professor levava uma maçã e colocava na mesa dele".
Não deu outra. Fernanda e Bárbara orquestraram a brincadeira. Mal comecei a dar aula na última sexta-feira e os sorrisos foram aparecendo junto com bananas, maçã, pera e até um mamão. Foi hilário e triplamente delicioso: pelo presente, pelas frutas e pela nossa união. Adorei turminha...Mas, aproveitando, sempre quis uma Louis Vuitton...

No chão, já!

Semana feliz!
Aulas "pesadas", de muitos conceitos, com necessidade de inovação pra acordar quem trabalha o dia todo (e às vezes ainda viaja muitos quilômetros), e ainda tenta se manter firme nos cursos noturnos.
Com o apoio do Programa Ler para Crescer da Folha da Região, levei para a sala de aula, 20 exemplares de jornais para que os estudantes pudessem observar, na prática, onde são - ou não são - aplicados alguns conceitos da profissão.
Confesso que não foi difícil abordar os gêneros jornalísticos a partir de Luiz Beltrão e José Marques de Mello. A parte mais difícil da noite foi mesmo convencer a turma a trocar as carteiras pelo chão. Sim, porque as carteiras são pequenas, estreitas, impossível manusear o jornal como se deve em cima delas.
Entretanto, o modelo das carteiras enfileiradas com os alunos em cima é tão forte que quebrar esta rotina exigiu pelo menos uns três pedidos veementes para que eles trocassem os assentos pelo chão. Definitivamente, precisei "colocar legenda na foto".
Depois do primeiro espanto, muita descontração, riso e...trabalho. Ler, discutir, comparar, recortar, grifar, nomear...Valeu a pena, pelo menos pra mim.Em breve posto as fotos!

Marina, a blogueira!

Qual professor não torce pela realização dos seus alunos?
Eu mesma estou feliz pela Marina Migliorucci. Veja porque:


"Sempre quis fazer jornalismo, nunca existiu outra opção em minha vida. Mas infelizmente eu não tinha muita noção sobre o tanto de portas que essa profissão me abriria; achava que poderia trabalhar apenas no jornal impresso e na TV. Mas logo no primeiro ano, descobri que as coisas não eram bem assim. O jornalismo, ao contrário do que muitos pensam, tem um leque enorme..

No primeiro ano, tive a sorte de trabalhar durante seis meses com excelentes profissionais em um jornal de Araçatuba. Foi lá que descobri como o jornalismo é simplesmente maravilhoso e tive certeza de que tinha escolhido a profissão certa.

Sempre fui apaixonada por blogs, mas nunca tinha visto “ser blogueira” como uma profissão. Sempre entrei em vários blogs, e o jornal me ajudou muito nisso; um dos meus chefes sempre me influenciou a postar no blog que um dia eu teria o retorno esperado. Então, conheci o jornalismo cultural e o jornalismo feminino. Não teve jeito, foi amor à primeira vista. Tentei fazer alguns blogs, mas sempre desanimava, não levava a sério porque eu não via um retorno.

Um belo dia, concluindo a minha rotina de visitar meus blogs favoritos, leio um anúncio “Precisamos de colaboradores para o blog”. Ai pensei: mandar um texto ou não mandar? Com a cara e a coragem, e o medo de não ser aceita. Mas no mesmo dia, recebi o e-mail que eu mais esperava, o blog tinha amado o meu texto, e eu seria uma blogueira.

Pensei em mil coisas, lembrei de quando eu achava que blogueira não era uma profissão, mas ao mesmo tempo do sonho que tinha de sempre ter um blog. Agora, finalmente e até antes do que eu esperava, esse sonho está sendo realizado. O blog não é meu, mas escrever em um blog já me deixa bastante feliz. Sei lá, hoje quando perguntarem minha profissão eu vou dizer cheia de orgulho: sou blogueira.

Quem quiser conferir o blog é o: WWW.donagiraffa.com. Ainda não fiz nenhum post, mas logo logo terão váriooooos. O administrador do blog me mandou um e-mail dizendo que mandará as pautas no sábado. Falando no final de semana, além de blogueira (orgulho, rs) sou estagiária da Rádio Toledo. Eu e meu amigo Matheus Blini, toda semana, preparamos alguns programas pra vocês, como Papo de Universitário, Fútil mas útil (meu programa) e Diário de Esporte (programa do Matheus). O blog da rádio é: http://toledoradio.blogspot.com