segunda-feira, 11 de abril de 2011

Raquel, a verdadeira

Não é tão simples quanto parece responder por que e para que fazer jornalismo. Para mim, o jornalismo é mais do que informação e notícia, é um estilo de vida.
Explicando. Fazer jornalismo é fácil, o desafio é fazer o jornalismo de qualidade, um jornalismo apurado, que mostra a verdade independente se nos prejudicará ou não.
Faço jornalismo não apenas para ter uma profissão, faço jornalismo por opção, porque tenho opinião.
Fazer jornalismo para informar e viver a verdade.






Raquel - 3o. semestre - 2011

Dá um orgulho...Crianças produzem textos jornalísticos na Escola da Família

No sábado (02), crianças com idade de 8 a 10 anos, com a coordenação do Educador Universitário e estudante de Jornalismo Rafael Rodrigues, 19 anos, elaboraram diversos textos jornalísticos dentro do Programa Escola da Família, em Penápolis, na Escola Estadual Professora Joana Helena C. Marques.




Com o intuito de deixá-las “mais a vontade” com a Língua Portuguesa, aprenderem a fazer produções de textos e se familiarizarem com os tipos de matérias dentro de um jornal e/ou revista, as crianças produziram matérias Pingue-Pongue e Depoimentos.

“Fazer essa matéria foi muito interessante. Eu sempre quis ser jornalista... desde bem pequena, eu pegava o celular da minha avó, saia por aí filmando e entrevistando as pessoas”, relata a estudante Carla Beatriz dos Santos Monteiro, 8 anos, sobre sua entrevista Pingue-Pongue.



Parabéns Rafael!!!!!!

Mariah, comunicativa por natureza

Escolhi fazer jornalismo por me identificar com comunicação. Pensei em fazer Publicidade e Propaganda, mas como a criatividade não é o meu ponto forte, optei por Jornalismo. Sempre gostei muito de escrever, e encontrei no jornalismo uma ótima opção para continuar exercendo isso na faculdade. Acho que sem o jornalismo o mundo seria muito vago e desordenado, ser jornalista é uma responsabilidade enorme, pois de qualquer forma você interfere na vida das pessoas com as notícias. O mais impressionante dessa profissão é saber que tem milhares de pessoas esperando pela informação e que você está ali para informá-la.

Mariah (3o. sem - 2011)

Ariadne, amor pela música, paíxão pelo jornalismo

Quando tinha cinco anos, comecei a fazer aulas de piano e sabia, mesmo que muito jovem, que música era o caminho que gostaria de seguir. A música era fonte de inspiração até o dia em que ela resolveu acordar com o pé esquerdo e foi muito mal educada. Dei um tempo na idéia de morar na capital e entrei em um novo projeto, fazer faculdade na cidade natal e logo surgiu a dúvida. Faculdade do quê? Tenho a necessidade de me comunicar, passar idéias, pensei em jornalismo. Confesso que estou surpresa e feliz pelo que a minha escolha tem me proporcionado. Jornalismo é uma paixão que só se pode digerir e humanizar mediante a confrontação com a realidade. Hoje sou jornalista em formação e apaixonada pela profissão. Descobrindo o que a vida tem de melhor.

Ariadne Malafaia Bognar