quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Vocês precisam saber, sobre Umberto Eco

Em entrevista publicada no jornal espanhol "El Pais" e reproduzida pelo caderno Mais!, o romancista Umberto Eco fala sobre a velocidade da internet e como ela afeta a troca de informação.

Por Jordi Socías

Antes de se consagrar como romancista, Eco já era considerado um importante semiótico, autor de obras marcantes como "Apocalípticos e Integrados" e "Super-Homem de Massa" (sobre a cultura de massa, analisando romances de folhetim e quadrinhos), "Como Se Faz uma Tese" e "Obra Aberta" (Perspectiva).

Na ficção, além de "O Nome da Rosa" (Best Seller), publicou "O Pêndulo de Foucault", "A Ilha do Dia Anterior", "Baudolino" e "A Misteriosa Chama da Rainha Loana" (Record). Sobre tradução, saiu no Brasil em 2007 "Quase a Mesma Coisa" (também pela Record).

Confira trechos da entrevista abaixo. A íntegra, disponível apenas para assintantes UOL ou Folha, pode ser lida aqui.