segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Para ser mais feliz

O + Feliz é um movimento apartidário e não governamental que nasceu de uma ideia simples: quanto maior o esforço e envolvimento de todos para a melhoria da educação no Brasil, mais feliz será a nossa sociedade.


Afinal, dizem, o capital humano é a maior riqueza de um povo. Quando uma comunidade se articula e canaliza todo seu capital humano na busca por soluções, nasce algo ainda mais importante: o capital social. O + Feliz pretende estimular, incentivar e valorizar esse capital social como fator determinante para a melhoria da qualidade de vida dos brasileiros.
Para o + Feliz, tudo e todos devem girar em torno de um único objetivo: incentivar a participação e o envolvimento das pessoas nas causas sociais. A ação social inspiradora e norteadora do + Feliz, não por acaso, é o Bairro-Escola, programa coordenado pela Cidade Escola Aprendiz.
A Cidade Escola Aprendiz é uma Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) que desde 1997 experimenta, desenvolve e divulga o conceito de Bairro-Escola visando o aprimoramento simultâneo da comunidade e da educação.

O programa Bairro-Escola - juntamente com o esforço da população local - transforma espaços ociosos e deteriorados em locais educativos para a comunidade. Uma praça abandonada, um teatro desativado, um beco sombrio viram locais de aprendizagem, de convívio produtivo, de desenvolvimento de habilidades.
É uma verdadeira engenharia comunitária, que literalmente transforma um bairro numa escola. Não por acaso, a Cidade Escola Aprendiz já frequenta as salas da USP (Universidade de São Paulo), na estruturação de cursos de educação comunitária. E tem o honroso reconhecimento da Unicef, Unesco e Universidade de Harvard.
A missão da Cidade Escola Aprendiz é construir comunidades educativas nas quais escolas, famílias e comunidades se comprometem com o desenvolvimento integral de crianças e jovens. Neste sentido, rompe-se com a lógica da escola como único espaço de aprendizagem e integram-se recursos, agentes e conhecimentos das comunidades à formação dos aprendizes, fortalecendo as redes locais.
Desta forma, o Bairro-Escola empreende ações para mapear e articular as oportunidades educativas da cidade para possibilitar o seu acesso aos estudantes; construir processos educativos significativos que garantam a aprendizagem e a autonomia dos alunos; e articular e fortalecer as redes locais de educação integral.
Para a construção desta forma de fazer educação e de se pensar a cidade e a escola, o Aprendiz sugere: construção de bases político-comunitárias, conhecimento de outras experiências que podem inspirar, descoberta do talento do lugar, seus potenciais e oportunidades educadoras, elaboração de um projeto coletivo que transforme o lugar em um Bairro Educador e mobilização das pessoas e das organizações locais para a realização do projeto.
Uso este espaço para estimular a reprodução do Bairro-Escola e de outras articulações comunitárias em todos os bairros de Araçatuba e nas cidades vizinhas. Conheça esta ideia. Espalhe. Participe. Felicidade pega!

Ayne Regina Gonçalves Salviano é jornalista e professora. Mestre em Comunicação e Semiótica. Especialista em Metodologia Didática. Professora no ensino médio, graduação e pós na rede particular de Araçatuba. Coordenadora do Programa Jornal e Educação Ler para Crescer da Folha da Região. ayne.salviano@folhadaregiao.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário